Resenha Man!

Aquele site que você adora ver porque tem de tudo , concorda? Só para maiores de 18 anos.

Categoria: Motor

Fred Kyrillos é campeão do Duelo de Motos


Joaninha garantiu o segundo lugar em confronto direto

A grande final do Duelo de Motos foi atrapalhada pelo mau tempo em Extrema (MG), mas o público ainda assim curtiu manobras eletrizantes feitas pelos oito melhores pilotos de Motocross Estilo Livre da América Latina. Por questões de segurança, a última etapa do evento foi cancelada e, como prevê o regulamento oficial, o título ficou com o melhor colocado do embate final das classificatórias. Neste caso, quem levou o troféu para casa foi Fred Kyrillos (SP) que teve a maior pontuação em um duelo direto com Gilmar “Joaninha” Flores (MT).

A classificação oficial, de acordo com os pontos das classificatórias, foi: 1º lugar Fred Kyrillos, 2º Joaninha, 3º Marcelo Simões, 4º Nicolas Ferreira, 5º Javier Villegas, 6º Claudio Rocha; 7º Diego Djamdhian e 8º Roberto da Silva (Robertt Fire).

As baterias para classificação ocorreram no último sábado (6) e contaram com três árbitros para julgar a rotinas das manobras, levando em conta o seu grau de dificuldade, a extensão de seus movimentos e a forma como eles são distribuídos ao longo dos obstáculos durante os 80 segundos disponíveis para cada apresentação.

A grande novidade desta edição ficou por conta de um salto longo de 30 metros de distância, inédito nas competições nacionais e que tem sido um desafio para os pilotos que se arriscaram tanto nos treinos quanto nas classificatórias. Além disso, há outros cinco saltos regulares (23 metros) distribuídos pela pista que foi especialmente construída para a ocasião.

O piloto Jonilson “Kiko” Silva (RR) foi substituído por “Robert Fire” na fase classificatória devido a uma queda durante aos treinos desta sexta-feira, 5. Apesar do susto, Kiko passa bem e manda um recado para os fãs: “Graças a Deus foi só um susto e agora é só recuperar para voltar à ativa! ”.

O Duelo de Motos é uma realização OnSports, Livre Brasil – Liga Independente de Velocidade e Regularidade do Brasil e TV Globo, com o patrocínio de Bradesco, Motorola, Monster Energy Drink, Honda, Dolly, Kikos, IMS e apoio da Prefeitura Municipal de Extrema.

Duelo de Motos: Pilotos fazem treino na pista oficial

Competição acontece em Extrema (MG), com transmissão ao vivo pela Rede Globo

A sexta-feira foi movimentada no Parque de Eventos de Extrema, onde será realizada a 4ª edição do Duelo de Motos, evento tradicionalmente exibido ao vivo no quadro Verão Espetacular, do Esporte Espetacular (Rede Globo). Oito dos principais pilotos de Motocross Estilo Livre se reuniram para os testes finais e treinos que antecedem a maior competição dedicada à modalidade no Brasil.

Em 2018, há uma novidade: um salto longo de 30 metros de distância, totalmente inédito em competições nacionais e que promete dar trabalho aos atletas que se aventurarem a enfrenta-lo. Há também na pista, especialmente construída para a ocasião, cinco saltos regulares (23 metros), distribuídos pela pista.

Os pilotos Claudio Rocha (Fortaleza/CE), Diego Djamdjian (São Paulo/SP), Fred Kyrillos (São Paulo/SP), Gilmar “Joaninha” Flores (Sinop/MT), Javier Villegas (Chile), Jonilson “Kiko” Silva (Boa Vista/RR), Marcelo Simões (Tupã/SP) e Nicolas Ferreira (Coxim/MG) participarão de uma disputa diferente das tradicionais: no Duelo de Motos, as competições acontecem em um sistema “homem a homem”, em que dois pilotos se enfrentam diretamente e somente o vencedor de cada embate segue para a fase seguinte.

Para garantir tal feito, os pilotos deverão elaborar uma rotina de manobras desafiadoras, levando em conta o seu grau de dificuldade, a extensão de seus movimentos e a forma como eles serão distribuídos ao longo dos obstáculos durante os 90 segundos disponíveis para cada apresentação.

Guilherme Gaino, árbitro e consultor técnico da prova, explica que esses detalhes serão avaliados por um grupo de especialistas na modalidade e que todos os aspectos apresentados serão considerados na nota final de cada participante. “O quadro de juízes é composto por profissionais do meio e pilotos veteranos, com anos de experiência no esporte e hoje já afastados das competições. Obviamente, os tipos de manobras, seu grau de dificuldade e a maneira como elas são executadas compõem grande parte da nota, mas a avaliação vai além disso. Detalhes como o controle do piloto sobre a motocicleta, seu posicionamento e a maneira como ele inicia e finaliza um salto, são pontos extremamente relevantes e que, considerando o alto nível técnico de todos os participantes, podem garantir um lugar no duelo final, ou não. ”, explica.

O Duelo de Motos é uma realização OnSports, Livre Brasil – Liga Independente de Velocidade e Regularidade do Brasil e TV Globo, com o patrocínio de Bradesco, Motorola, Monster Energy Drink, Honda, Dolly, Kikos, IMS e apoio da Prefeitura Municipal de Extrema.

4ª Edição do Duelo de Motos
6 de Janeiro: Classificatórias
7 de Janeiro: Grande Final | Transmissão Ao Vivo – TV Globo
Horário: A partir das 9h
Endereço: Av. Del Waldemar Gomes Pinto, 767 – Extrema – MG.
Entrada Franca

Tendências do Salão do Automóvel de Frankfurt

As montadoras expuseram no Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt (IAA) os últimos avanços em relação a veículos mais ecologicamente corretos, inteligentes e velozes.

Confira abaixo alguns dos destaques do Salão, evento que, todos os anos, atrai milhares de aficionados por automóveis e fica aberto até 24 de setembro, nesta cidade do oeste da Alemanha. Mais sobre o tema: Conheça com a Racon 5 formas de comprar um carro novo Patrocinado

Supercarros

Quem sempre quis se sentir como Lewis Hamilton vai adorar o Mercedes-AMG Project One.

Construído com tecnologias da Fórmula-1, o “supercarro” híbrido promete força de mil cavalos e velocidades superiores a 350 km/h. A Mercedes pretende fabricar apenas 275 unidades, que vão custar mais de dois milhões de euros (2,4 milhões de dólares) cada.

“Parece um tubarão”, resumiu um dos visitantes, enquanto outros se aproximavam para tirar fotos com o protótipo do possante.

Moritz, de 10 anos, também quis dar uma opinião: “pode-se dizer que a Mercedez se esforçou bastante”, disse à AFP. “Mas teria gostado de spoilers traseiros maiores”.

Para não ficar para trás, a Bugatti revelou a edição única de seu supercarro, o Chiron, que vale 2,4 milhões de euros (2,8 milhões de dólares) e bateu o recode de aceleração – de 0 km/h a 400 km/h em apenas 42 segundos.

Ganhando altura

Talvez ainda não sejam os carros voadores tão sonhados, mas um grupo de start-ups acredita que os trajetos cotidianos vão incluir vistas aéreas das cidades, algum dia.

Os visitantes da IAA ficaram chocados com o “táxi aéreo” sem piloto exposto pela Daimler, um carro com 18 rotores desenvolvido pela Volocopter.

A start-up holandesa PAL-V desenvolveu uma mistura entre giroscópio e carro. A máquina pode ser usada para ir ao trabalho, desde que se disponha de 600 mil dólares para comprá-lo e da licença para pilotar.

Por toda parte

Os veículos utilitários esportivos reinaram no salão deste ano. Os SUVs representam dois terços dos modelos lançados, que atendem a todos os gostos e bolsos: do esportivo T-Roc, da Volkswagen, ao mais barato, Dacia Duster.

Os fabricantes chineses estão cada vez mais presentes com os modelos da Chery e da Wey, de luxo, ambos SUVs compactos.

Promessas

Tentando virar a página do escândalo “dieselgate”, de manipulação dos níveis de emissão de gases poluentes, os fabricantes exercitaram toda sua criatividade em carros elétricos futuristas, que cuidam de tudo, enquanto a pessoa descansa e aproveita a viagem.

Contudo, os observadores manifestaram sua frustração pelos anos que terão que esperar antes de a maioria dos carros chegaram às ruas. Nissan e Tesla – os únicos fabricantes que estão produzindo veículos elétricos em massa – fugiram do IAA. Aprofunde no assunto: Saiba porque Big Data é o combustível que acelera a indústria automobilística Patrocinado

“Não me interesse um conceito muito atraente, mas que nunca será realidade”, comenta o especialista do jornal Bild, Dennis Petermann, pedindo para os fabricantes alemães entrarem de fato na briga contra a Tesla.

Clássicos renovados

Os que preferem o rugir do motor clássico à suavidade do elétrico devem visitar à seção “Wild 70s” do Salão para admirar o Gran Torino vermelho e branco popularizado pela série “Starsky & Hutch”, ou o Porsche Turbo Targa modelo 911, um item de colecionador.

Os nostálgicos da era hippie vão adorar a estrela da Volkswagen: uma nova versão – elétrica, é claro – da famosa Kombi.

Com pranchas de surfe amarradas no teto, o modelo colorido pode estacionar em alguma praia por volta de 2020.
Fonte Exame

Entra 1 saem 3. Fiat Argo é o novo hatch que irá aposentar Palio, Punto e Bravo. Confira!

Falta pouco para o lançamento do novo carro da Fiat e, até agora, ele ainda era chamado de X6H, código usado pela fabricante para denominar o projeto. Mas enfim ele ganhou o nome definitivo: Fiat Argo. A confirmação veio da própria marca, que já colocou um hotsite no ar para cadastrar futuros clientes. A previsão é que seja apresentado na última semana de maio, com versões 1.0, 1.3 e 1.8. e chegando nas concessionárias no início de junho.

Fiat Argo chega nas concessionárias em junho deste ano

No site, a fabricante italiana diz que o Fiat Argo é “um carro pensado do zero, em cada um dos seus detalhes. O mais completo hatch premium do mercado que consolida o novo momento da marca no Brasil. Com muito conforto e tecnologia, você vai descobrir novos sentidos, experiências e prazeres”. Como mostra a imagem abaixo, não há nenhuma foto do carro, apenas o logo do modelo.

O “novo momento da marca no Brasil” é um ponto importante. Atualmente, a Fiat vem perdendo cada vez mais participação no mercado de automóveis, ocupando a 5ª colocação no acumulado de janeiro a março. O bom resultado das picapes Strada e Toro ajuda a fabricante a subir para a 2ª posição ao somar automóveis com comerciais leves. Sem poder entrar na briga dos SUVs compactos (por causa da Jeep), foi para o segmento que conhece, o dos hatches.

Argo = Tipo brasileiro

Há alguns anos, chegou-se a cogitar a vinda do novo Fiat Tipo ao Brasil. Ficaria caro para produzir e, consequentemente, com preços altos. Decidiram criar seu próprio modelo usando como base o design do Tipo. Os flagras do modelo (que atualmente desfila descaradamente pelas ruas) com a carroceria definitiva já dava as dicas do parentesco com o modelo europeu. A projeção do site italiano Trazione Posteriore adianta como será o Argo.

Detalhes do painel do novo hatch compacto da Fiat

Quão diferente será? Informações que circulam pela imprensa dizem que o compacto nacional terá um capô novo que irá de encontro à grade frontal (no Tipo, ele termina bem antes). A entrada de ar terá o formato interno em colmeia e os faróis auxiliares serão integrados à grande anterior, ao invés de ter área própria como no modelo europeu. A placa de identificação traseira será movida para o para-choque, ao invés de ficar na tampa do porta-malas. As lanternas mudam consideravelmente, sendo mais finas na parte que invade a tampa.

O interior está mais próximo do novo Uno. Mudam algumas linhas por causa da nova central multimídia, que conta com uma tela que salta para fora do painel. As entradas de ar foram posicionadas logo abaixo, com um formato circular. O volante é o mesmo da picape Toro. O painel de instrumentos segue o estilo da Toro, mas com pequenas diferenças, como o mostrador do combustível em volta da tela do computador de bordo.

Novos motores

A Fiat irá aproveitar bastante a nova linha de motores Firefly. Começará com o 1.0 de três cilindros que estreou no novo Uno, com 77 cv e 10,9 kgfm de torque, com etanol. Será combinado ao câmbio manual de cinco marchas. Logo acima estará o 1.3, de quatro cilindros, gerando 101 cv e 14,2 kgfm. Essa versão pode ser combinada ao automatizado GSR, de cinco marchas. Para fechar a linha estará o 1.8 E.torQ EVO, com todas as alterações feitas para o Jeep Renegade 2017, com 139 cv e 19,3 kgfm. Para este motor, a Fiat irá oferecer o câmbio automático de seis marchas.

Novo Hacth aposentará: Palio, Punto e Bravo

Como fica?

A chegada do Fiat Argo irá mexer bastante em toda a linha da marca italiana. Foi desenvolvido com a mesma filosofia do Renault Sandero, oferecendo bastante espaço interno. Afinal, sua missão é aposentar tanto o Palio quanto o Punto e o Bravo. Também será o primeiro a usar a plataforma Latam, uma versão alterada da base do Palio e Grand Siena. Falando no sedã, ele perderá pelo menos algumas versões para dar lugar ao X6S, modelo fabricado da mesma forma que o Argo. O plano original envolvia a criação de uma nova picape, a X6P, substituindo a Strada, só que foi engavetada e passará apenas por mais uma reestilização.

Page 1 of 11
1 2 3 11
Resenha Man! © 2018 Contato